O Teach To Learn” é um projeto criado pela marca “Sê Humano – A Solidariedade está no teu ADN”, no qual estudantes da Universidade de Aveiro se deslocam a escolas/instituições/associações, por forma a auxiliarem crianças/adolescentes carenciados em atividades pedagógicas, bem como proporcionar-lhes momentos diferentes do habitual. Sendo que, o principal objetivo deste projeto é a sensibilização dos estudantes para a realidade dos tempos modernos e promover a igualdade de oportunidades a jovens com menos possibilidades.

Assim, num primeiro momento do T2L, depois da abertura das inscrições aos estudantes da Universidade de Aveiro e após um processo de recrutamento e seleção dos candidatos ocorreram as visitas dos primeiros “Teachers” à Associação de Solidariedade Social Casa Mãe Aradas, localizada na cidade de Aveiro, nos dias 14 de março, 4 de abril, 2 de maio, 30 de maio e 10 de julho, onde conviveram com crianças desde os 3 aos 6 anos.

Nestes dias, os nossos “Teachers” proporcionaram momentos inesquecíveis aos mais pequenos como uma sessão de cinema exclusiva recheada de guloseimas, criação de uma lembrança para o dia do pai, cozinhar bolachas, brincadeiras no recreio e a construção de aviões de cartão.

No conjunto destes dias, o projeto permitiu dar ferramentas e transmitir valores às crianças da associação, bem como os estudantes receberam sorrisos, carinho e a perceção de que existe muito mais para além de tudo aquilo que os rodeia.

Em suma, existiu uma partilha de ambos os lados, pois os estudantes proporcionam iguais oportunidades àquelas que lhes foram dadas e perceberam que com pequenos gestos podem fazer o seu dia e o de outros valer muito mais a pena. Prova disso, são os testemunhos de alguns dos nossos “Teachers”:

“A experiência Teach to Learn foi incrível! Ao início não sabia o que esperar nem qual seria o meu papel, lembro-me de pensar que não sabia o que tinha para ensinar. Mas com o decorrer das atividades com os meninos percebi que este nome tinha um significado mais profundo. Este semestre foi bastante exaustivo para mim e, por vezes, antes da atividade começar eu pensava no quão cansada estava ou na quantidade de coisas que tinha para fazer e no jeito que aquele tempo me daria. Os meus pensamentos mudavam mal entrava naquela sala. Os meninos encheram-nos de amor sempre que estiveram connosco e tornaram as despedidas cada vez mais difíceis. Tive conversas que não esperava ter com seres tão pequeninos e recebi abraços que fizeram valer a pena a minha semana inteira. A única coisa que eu mudaria nesta experiência que me trouxe tanta felicidade e alguma paz no meio de algum caos (apesar deles próprios serem um novo caos ahah) seria a duração. Algo tão bom não devia durar tão pouco.”

Diana Salvador2º Ano da Licenciatura em Biologia

“Por vezes, a nossa vida pode chegar a ser tão atarefada com as deadlines a cumprir, os trabalhos a entregar e os exames, que é um alívio quando saímos do “trabalho” e nos podemos dedicar a algo que nos faz bem e 100% felizes. As tardes que passamos com as crianças da Casa Mãe Aradas foram, sem dúvida, o ponto alto desses meus dias desgastantes. A inocência e a felicidade genuínas no rosto delas fazem com que todas as preocupações do dia-a-dia pareçam coisas pequenas e facilmente ultrapassáveis, e saber que pude contribuir para aqueles sorrisos é dos melhores sentimentos do mundo. É um orgulho enorme poder dizer que fiz parte de um projeto tão bonito como este, as saudades já apertam!”

Marta Guedes1º Ano da Licenciatura em Gestão

“O Teach to Learn foi a minha primeira experiência com voluntariado e não podia ter corrido melhor. A única coisa que demos àquelas crianças foi parte do nosso tempo e atenção e isso foi suficiente para tornar os seus dias únicos, o que nos fez perceber que a diferença está nas coisas mais simples. Ver que a nossa presença era o motivo de toda aquela felicidade é inexplicável. Este projeto foi uma experiência que irei recordar para sempre e repetia sem pensar duas vezes.”

Fábio Sousa1º Ano da Licenciatura em Gestão

Pára um pouco no teu dia e pensa que podes fazer a diferença com o mais pequeno gesto. Quando menos esperas surgem este tipo oportunidades e não podes deixá-las escapar, são elas que marcam a tua vida e fazem-te sentir que não és só mais no meio de biliões de seres humanos. Cabe-te apenas a ti não ser só mais um!